Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

ª Oh dia do camandro! *

Começou logo de manhã. O despertador não tocou, logo levantei-me meia hora mais tarde o que interferiu brutalmente na minha rotina da segunda feira.

 

Tenho de sair por volta da uma da tarde para ir encher cabeças de putos de inglês - entenda-se dar aulas - na minha primeira escola e só me lembrei que não tinha feito as fichas de trabalho para deixar a fotocopiar para o dia seguinte, ao meio dia! Pensei para com os meus botões "já tenho as aulas todas engatadas por causa do despertador... que cena, pá!" Como é que eu iria conseguir fazer 5 fichas de trabalho numa hora para dois níveis diferentes?

 

Incorporei a super teacher, liguei o turbo dos neurónios e dei a velocidade máxima aos dedos. Creio ter visto fumo a sair do meu computador e teclas a saltar por todos os lados mas estranhamentos, estão cá todas! Anyway, eram dez para o meio dia e já estava tudo feito e "empremido"! Sobraram 10 minutos para almoçar, lavar a dentuça e apanhar o bus! Prova superada! Ufa!

 

Tenho o GRAVE defeito de me descuidar com as horas se não houver toques de saída nas escolas. Continuo ali a ensinar, ensinar, ensinar.... Ora hoje foi um dia desses: continuei a ensinar, ensinar, ensinar... até que percebi que tinha dado mais 15 minutos de aula e que nem os miúdos se queixaram, nem eu dei pelo tempo passar e nem as auxiliares me alertaram!!!

 

Bolas, chiça salsicha! Perdi o meu bus que me levava à minha segunda escola!!! Das duas uma, ou entro em pâico e tenho já um treco... ou dois, vá, ou respiro fundo e tento chegar até ao minuto e que toca para a entrada. Respirei fundo e sequei na paragem - enquanto roía mentalmente as minhas unhas - até que um bus aparecesse e me fizesse sair do "Cu de Judas City". Ainda me fartei de rir com um maluco que ali entrou. Agradeci-lhe mentalmente pelo momento de loucura ali demonstrado e que me descontraiu... 

 

Pelo sim, pelo não liguei para a escola para avisar que iria chegar em cima da hora. Mas lá já sabem que eu chego sempre a horas e, desta vez, não foi excepção. acabei por chegar a horas e ainda ir fazer um xixizinho antes de me enfiar na sala! Mais uma prova superada! Ufa... take II! :

* Segunda feira molhada é... *

... semana abençoada! Ou não! 

 

Ora então vejamos:

- Fui acordada às oito da manhã por uma mensagem dasquelas correntes "Tens de fazer isto para acontecer aquilo". Haja paciência! Ao menos mandem estas coisas a horas decentes! (Não preciso de acordar tão cedo... )

 

- Acordei com uma crista no cabelo - dos cabelos que me cairam com a anemia grave que tive - teimosa como uma mula e que só se acalmou depois de levar com água em cima. Não bastava a chuva?

 

- Está um lindo dia de chuva, mesmo bom para ficar em casa, e hoje é o meu pior dia da semana pois tenho de ir para duas escolas que ficam cada uma numa ponta da cidade. Nem vou falar no peso da minha mala e do apêndice chamado chapéu de chuva que vai ter de ir comigo Vou ficar com as calças encharcada até aos joelhos, já sei! 

 

- Na primeira escola, um aluno espetou um lápis num olho, ao colocar a mão no ar para me fazer uma pergunta... OMG!!!!

 

- Na segunda escola, uma aluna ao apanhar a borracha, bate com um olho no bico da mesa! OMG!!!! (Hoje deve ser o dia dos olhos! )

 

- Descoberta de um aluno com comportamento de psicopata! Iacs!

 

- Peço à minha mãe para me levantar a tal mamografia que eu fiz, falámos disso várias vezes no fim de semana e hoje, chega a casa e diz que se esqueceu!!! Vá lá que a consulta não é amanhã... Não se pode confiar em ninguém, caraças!

 

Que mais me irá acontecer?

Post em atualização sempre que possível! 

Regressei às aulas.

Regressei às aulas, regressei ao trabalho, à minha actividade principal. Com algumas novidades desagradáveis, como mais uma baixa de salários e uma redução de 10 minutos no recreio, entre outras pequenas coisas.

 

Continuo com as mesmas turmas do ano passadoe mais duas novas. Veremos como as novas se vão comportar!

 

Foi muito bom ter ficado na mesma escola e rever os meus alunos. Sabem o que é incrível, é o facto de os miúdos mais mal comportados e das turmas mais rebeldes virem ter comigo e mostrarem o seu contentamento por continuarem comigo. Acredito que isto significa que os miúdos gostam efectivamente de mim - e eu deles -, apesar de ter de fazer o papel de má e mandona muitas vezes e que eu odeio!

 

É bom retornar aos sítios onde somos e nos fazem felizes. é bom retornar às rotinas na companhia de quem nos faz feliz.

Boas notícias.

Comecei a achar estranho e a pensar que o caso, se calhar, estava mal parado. Por esta altura, o ano passado, já estava tudo tratado, tudo orientado para o arranque.
Mandei mails para aqui e para ali e ninguém me sabia dar uma resposta concreta ou não me respondiam. Confesso que comecei a ficar um bocadinho preocupada pois o tempo estava a passar mas ainda não era tarde de mais.
Hoje recebo a boa notícia. Mas com uma pequena "sombra negra". Finalmente, enviaram-me o meu horário mas com menos duas horas por semana. Fiquei um bocadinho desapontada e a fazer contas de cabeça. É que menos duas horas era um grande impacto no meu micro ordenado.
Mandei um mail a perguntar se o meu horário era só mesmo aquelas horas, responderam-me que não, que tinha as tais duas horas que faltavam mas que a página do mail não me deixou ver.
Fiquei numa escola onde já estive e foi a escola que mais gostei até hoje. A directora é a mesma e suponho que as auxiliares e algumas das professoras também. Adorei dar lá aulas e sei que também gostaram muito de mim. 
Espero que este ano seja muito melhor do que o ano lectivo passado. {#emotions_dlg.sarcastic}

Pensamento Positivo do Dia.

(Olá! Hoje vai ser um bom dia.)
Como hoje é o dia da semana mais detestado por todos e por mim em particular, nada como começar este dia - e também a semana - com um pensamento positivo.
A semana passada tive folguinha na segunda-feira, espero que hoje a indisciplina não venha em dobro. Mas é que nem me vou chatear, mando-os sair. Se ninguém está para se chatear, para que é que vou eu? Há necessidade de apanhar grandes camadas de nervos? Não, pois não? Infelizmente aquela escola (e professora desta turma) está a borrifar-se para os "casos-problema" e como eu não sou nada, resumo-me à minha insignificância. Estou a pensar bem ou não? :)

E é assim que se resolvem assuntos graves!

Tal como vos tinha dito, ontem seria o dia de resolução do problema grave com que me debato há uma semana, provocado por um pré-delinquente (se não o for já em pleno).

 

Reunião marcada comigo, pais do aluno, directores de escola e do instituto de línguas para quem trabalho e comissão de menores para o fim da tarde, para depois das minhas aulas acabarem. Quando lá cheguei a professora titular não sabia de nada. Boa! Fomos à procura do director do agrupamento que não se encontrava na escola.

A directora do instituto de línguas, após conhecimento da gravidade do acontecido disse-me que na quinta-feira passada iria ter comigo uma colega que supervisiona e dá apoio a outros colegas e que, segunda feira - dia de aulas dessa turma - ela também estaria presente. 

 

Na quinta-feira foi-me dito que a tal colega não iria ter comigo porque tinha falecido um familiar fora de Lisboa. Que chato, ainda por cima véspera de um fim de semana grande... 

 

Ontem, chegada a hora da aula com a tal turma, a tal colega nem vê-la. Pensei: deve aparecer durante a aula para ver como eu me "comporto". Comecei a aula, continuei a aula, terminei a aula e a tal colega nem vê-la! Fixe! Grande apoio!

 

À hora da tal reunião, entra-me a directora da escola pela sala a dizer que o director do agrupamento não está na escola e que não vai haver reunião nenhuma. Espectáculo! Principalmente porque tinha sido ele a marcá-la!

Ia eu a caminho da saída quando encontro de novo a directora da escola e os pais do aluno. Como os pais estavam indignados por terem saído mais cedo do trabalho e não ir haver reunião, acabámos por nos reunirmos os quatro. 

 

Dei a ler o relatório de ocorrência que escrevi, pediram-me muitas desculpas, falaram um pouco sobre o filho e pronto! Assunto resolvido!

 

É este o retrato de como se lidam com os assuntos graves e "chatos" nos nosso lindo país à beira mar plantado.

É sempre bom aprender.

 

Hoje tive uma acção de formação promovida pela câmara municipal da minha cidade sobre as AECs. Pensei que iria encontrar uma ou outra colega que ainda fosse do tempo do outro instituto que trabalhada com a câmara mas só vi caras novas.

Havia outra sessão de tarde e talvez lá houvesse alguém conhecido mas não fiquei lá para ver, como é óbvio.

 

Senti-me "velha" ao falar com os outros colegas. Velha no sentido de já ter muitos anos de experiência não só nas AECs mas também do 5º ao 12º ano da altura em que ainda consegui entrar para o estado.

A colega que mais expriência tinha, era uma que já dava aulas há quatros anos. Muitos deles era a primeira vez... que iam ser lançados às feras.

 

Deram ideias engraçadas, mas que não eram novidade para mim, para serem utilizadas como actividades na sala de aula. O que me chateia solenemente nas AECs do ensino público é que não vamos ter livros, não há fotocópias, não há nada! É mesmo o fazer omeletes sem ovos. Vou ter que baixar drasticamente a minha fasquia de exigência (sim, sou exigente!) e parece que não vale a pena chatear-me muito.

 

Só espero que as turma que me foram atribuídas não tenham muitos - idealmente nenhum - casos problemáticos. Vamos ver o que me está reservado.

Já Tenho Trabalho!!! :)))))))

 

Ontem escrevi numa resposta a um comentário a um post meu o seguinte: O meu desejo e Esperança de que algo bom me aconteça são tão fortes!

Tenho dito várias vezes que tenho muita Esperança que as coisas melhorem. E parece-me que um desses dias em que as coisas melhoram, chegou hoje.


Ontem entrei em contacto com a minha câmara Municipal no sentido de saber como era o funcionamento das Aecs e qual era o organismo que estava responsável por elas. Fiquei a saber que era um com que eu já tinha trabalhadoe não tinha gostado nada. Confesso que fiquei decepcionada e chateada. Mesmo assim, enviei um CV para eles. Preciso de trabalhar, certo?


Hoje de manhã toca o telefone fixo e é a minha mãe que atende. Toma lá, querem falar com a professora Pepper. Que estranho, quem será?, pensei eu enquanto dizia "sim?"

Após identificação do lado de lá, dizem-me: deve haver algum equívoco, professora. Recebemos ontem o seu mail com o seu CV mas era para confirmar a sua presença na formação, certo?


Escusado será dizer que eu não estava a perceber nada! Então foi-me dito que me tinha sido enviado para o mail um horário no dia 28 de Agosto mas que entretanto tinha sido alterado e me tinham dado mais uma escola. WHAT?!? Mas eu não vi esse mail, respondi. E é verdade. Vou todos os dias ao mail ver as newsletters dos sites de emprego, apagar mails que não interessam e responder a outros mas este... não o vi!

 

Há coisas mesmo estranhas! Como é que eu não vi este mail, alguém me explica? Enquanto falava ao telefone vim ao mail confirmar se o tal mail lá estava... e estava! Ainda fiquei mais intrigada. 

 

Foram-me explicadas as condições, ditas quais as escolas e o número de horas semanais. São 10 horas semanais pagas a recibos verdes (a maior porcaria que inventaram ao cimo da terra!), e tenho três escolas diferentes para dar aulas em dias diferentes com turmas do 3º e 4º anos. Algumas destas escolas tinham fama de não serem grande coisa, esperemos que tenham melhorado entretanto. 

 

Não sei mais pormenores do que isto. Em princípio as aulas irão começar aquando das aulas normais e sei que amanhã terei uma formação obrigatória, pois pelo que percebi, ha muita gente a dar aulas a crianças que deviam estar a dar aulas a carrascos.

 

Tenho que vos confidenciar que estou muito feliz, de coração cheio e muito mais aliviada! Deus fechou-me uma porta mas abriu-me uma janela e estou-lhe eternamente grata por isso. A minha Esperança nunca esmoreceu, embora hajam sempre uns dias em que estamos mais em baixo.

O ordenado que vou receber será baixo mas ligeiramente melhor do que no colégio e para complementar as minhas finanças gostava mesmo que o meu projecto Lovely Things começasse a levantar voo.

Com os nervos em frangalhos.

Recebi um email da direção da escola a dizer que quer falar comigo por causa da minha disciplina. Assim, a seco, sem cumprimentos ou assinatura. Isto foi o suficiente para me arrasar com os nervos e com o dia. E para me deixar a tremelicar até ao dia da conversa. Devem vir aí críticas sem nexo, coisas comezinhas que só ali se admitem. Sinto-me com o estomago embrulhado e como se tivesse lavado um soco. 

{#emotions_dlg.confused}